Case - 10 Empresas que estão usando DevOps de forma brilhante

Recentemente, te contamos aqui no blog como usar DevOps com maestria, explicando que esse conceito, cada vez disseminado entre os profissionais de TI, é uma forma de dar mais agilidade ao desenvolvimento de um software.

Ou seja: empresas que têm nessa área o núcleo de seus negócios precisam conhecer e implementar DevOps o quanto antes, para tirar o melhor proveito possível das metodologias ágeis frente às necessidades peculiares de cada tipo de desenvolvimento.

Agora chegou a hora de você conhecer algumas outras empresas que estão usando DevOps da maneira correta e, assim, garantindo equipes mais engajadas, clientes mais satisfeitos e lucro em franca ascensão. O intuito desse texto é te inspirar com exemplos que mostram que a mudança de paradigmas vale o risco – e deixará seu ambiente de desenvolvimento muito mais organizado e produtivo.

10 empresas que usam DevOps

Siga os passos dos nomes abaixo e tenha a possibilidade de entregar tantos resultados expressivos quanto as gigantes do mercado da tecnologia da informação.

  1. Adobe

A implementação de DevOps na Adobe começou em 2012 com a mudança de produto da companhia: de softwares empacotados e comprados nas lojas veio uma gama de serviços disponibilizados na nuvem.

A nova realidade demandou mais agilidade nas atualizações, o que fez a companhia automatizar todas elas através do CloudMunch, capaz de integrar os softwares e dar aos desenvolvedores mais liberdade para manusear os programas de acordo com suas necessidades.

  1. Amazon

O DevOps chegou para a Amazon como um tapa na cara: a empresa desperdiçava cerca de 40% de capacidade de seus servidores dedicados, o que prejudicava muito a empresa em seus momentos de pico.

Ao transferir seus serviços para a nuvem – e criar o Amazon Web Services (AWS) – e implementar DevOps, a companhia ganhou escalabilidade, redução de custos e agilidade na entrega de resultados ao cliente final.

  1. Etsy

Um dos principais gargalos da Etsy eram as atualizações que deixavam o site super lento, frustrando os usuários e limando os números de acessos (e vendas) da empresa.

Com o DevOps eles conseguiram mudar não só a forma com que o cliente interagia com o ambiente online da companhia como, também, seu próprio modelo de negócios, que agora é focado em agilidade. O pipeline da Etsy é completamente automatizado e suas entregas, agora, ocorrem sem interrupções.

  1. Facebook

A rede social mais famosa do mundo é bastante conhecida por seu número de atualizações e desenvolvimento de novos algoritmos que buscam a melhoria contínua da plataforma. Para entregar tudo o que temos em mãos hoje, o Facebook implementou DevOps, basicamente, desde o começo da sua existência.

Contudo, é hoje que vemos a importância dessa metodologia dentro da empresa, que é uma das mais lucrativas do mundo, e acelera mudanças (de back-end e de interação com os usuários) a cada dia que passa.

  1. Fidelity Worldwide Investment

Foi o alto número de unidades de negócios desenvolvendo seus aplicativos que fez com que a Fidelity optasse pelo DevOps como forma de não mais sobrecarregar seus processos de lançamento.

A principal oportunidade de usar a metodologia veio quando a empresa sentiu ser o timing perfeito para lançar uma aplicação comercial, que não admitia falhas em seu sistema e precisava cumprir rigorosamente um cronograma de lançamento e implantação. Com isso, ela salvou mais de dois milhões de dólares anuais com os gastos que teria se os processos de seu app não fossem automatizados.

  1. Netflix

Quem senta na frente do computador para ver um bom filme na tarde de domingo mal imagina que o caminho da locação de DVDs até o streaming foi árduo – e usou muito do DevOps.

Hoje, para que seja possível atender milhares de demandas ao redor do mundo, e graças ao DevOps, o código da Netflix é aberto e focado em automação, cujas linhas de programação são implementadas milhares de vezes por dia pelos engenheiros do sistema.

  1. Nordstrom

Um modelo de desenvolvimento que lida com grandes lançamentos de serviços compartilhados requer uma certa organização para que os clientes não saiam frustrados com experiências minimamente confusas.

Para evitar esse tipo de problema, a Nordstrom implementou a reforma DevOps primeiro nos aplicativos móveis e, depois, inspirou o planejamento contínuo para evitar erros e refações em projetos futuros. Atualmente, toda a organização utiliza DevOps, e não só as equipes de desenvolvimento.

  1. Sony

Na Sony, o DevOps é utilizado para fornecer sistemas de gerenciamento de recursos de entretenimento a seus usuários finais, de forma intuitiva e muito rápida. Os processos manuais, que eram lentos e falhos, deram lugar à automatização que privilegiava a qualidade e a agilidade da entrega.

  1. Target

Nessa empresa, existe uma cultura recorrente para a utilização do DevOps, pedido vindo direto dos grupos que trabalham com o desenvolvimento dos softwares da empresa.

O resultado é uma metodologia de trabalho que impulsiona projetos e auxilia o usuário final a ter economia em suas compras. Hoje, a Target tem um evento chamado DevOpsDays para contar às equipes o que está sendo feito, com a possibilidade de visita aos laboratórios e sessões de discussão sobre as iniciativas internas.

  1. Walmart

O gigante dos supermercados também usa DevOps, principalmente para inovar batendo de frente com a Amazon em seu principal ambiente: a internet. O Walmart quer desbancar a concorrente e pretende fazer isso com organização e boas equipes de desenvolvimento.

Com mais de cem mil núcleos OpenStack, que visa formar uma nuvem privada da empresa, e estruturas para criação de aplicativos e serviços focados em escrita lógica e reutilizável, o Walmart conta com código aberto e gosta de compartilhar infraestruturas para diminuir o tempo de desenvolvimento, do zero, dentro da empresa.

E você? Já está preparado para ser o novo grande nome do DevOps mundial? 😉