9 critérios para avaliar ao contratar o parceiro certo para outsourcing de TI

avaliar parceiro de outsourcing de TI

Após analisar todas as vantagens sobre terceirizar a TI da empresa e concluir que vale a pena a contratação, fica a dúvida de quais critérios devemos avaliar para contratar o parceiro certo para essa função.

Vale salientar que a contratação do parceiro de outsourcing de TI não é um processo trivial e deve ter a mesma atenção que um processo seletivo para contratação de um time interno, apenas adequando os critérios.

Visto isso, listamos abaixo nove critérios que devem ser considerados na contratação:

 

1. O tempo de experiência do fornecedor no mercado

Um dos critérios que deve-se levar em consideração é o tempo de mercado que o fornecedor está estabelecido, pois segundo estatísticas brasileiras, a maioria das empresas encerram suas atividades nos 2 primeiros anos de existência.

Sendo assim quanto maior o tempo que a empresa possui de mercado, mais consolidada e experiente ela é.

 

2. O nível de proximidade dos donos da empresa com a operação

A proximidade dos donos da empresa com a operação também deve ser avaliada, pois com isso gera maior agilidade nas decisões, o entendimento dos problemas e a solução passa a ser mais diligente e eficaz, além de ter estratégias melhores compreendidas e executadas de forma eficiente visando sempre atingir resultados positivos.

Ter os donos próximos do atendimento da sua empresa pode demonstrar o nível de compromisso do fornecedor para com a sua conta, o que resulta também em melhor qualidade de entrega de resultados.

 

3. As certificações que a empresa contratada possui

Por se tratar de uma área que depende de constante atualização, as certificações mostram que o fornecedor possui conhecimentos técnicos atualizados, mostrando ser capacitado e especializado, o que gera maior confiança em seus serviços.

Avalie, principalmente, o nível das certificações desse parceiros nos serviços e tecnologias que estão sendo propostos. Existem vários níveis de certificação, e as mais básicas podem não garantir a qualidade que sua empresa busca.

 

4. Os termos do contrato da empresa

Avaliar os termos do contrato da empresa é de suma importância, pois isso determinará o serviço que será prestado pela empresa de TI e reduz a chance de ocorrer algum desentendimento entre as partes, além de oferecer segurança jurídica e a certeza de que tudo o que foi acordado será cumprido.

Falamos sobre níveis de serviço, tanto sobre SLA, quanto sobre SLM, em posts passados.

 

5. Se o valor praticado está de acordo com o mercado

Um critério importante é o valor praticado pelos fornecedores avaliados. É preciso levar em consideração o tamanho da empresa, especializações e tipo de serviços prestados, se a proposta muito superior ou inferior ao mercado, por isso é necessário avaliar a proposta de mais de uma empresa, para ter um parâmetro de valores bem como ganhar argumentos para negociação e assim contratar a empresa de TI por um valor justo.

Fechar com o fornecedor mais barato pode comprometer os serviços que sua empresa receberá. Contratar o mais caro também não significa que está contratando o melhor. Procure balizar pelas necessidades da sua empresa e qualidade percebida durante o processo de avaliação.

 

6. Avaliar os cases de sucesso da empresa

Os cases de sucesso de uma empresa diz muito sobre a qualidade do trabalho que ela entrega. Analisar os cases que possui o mesmo perfil da sua empresa é essencial para avaliar se a empresa de TI é realmente apta para atender às necessidades, entregar um serviço de boa qualidade e avaliar se a empresa está apta a contribuir para atingir os objetivos organizacionais.

 

7. Avaliar capacidade técnica em termos de nº pessoas e nível de qualificação de pessoas

Analisar se a empresa de outsourcing de TI possui uma quantidade significativa de profissionais especializados e qualificados é de grande importância, pois é essencial contar sempre com profissionais atualizados e aptos para atender em tempo hábil uma possível emergência ou problema inesperado e também para casos de falta de um colaborador, poder contar com outro que consiga assumir a mesma responsabilidade.

Você pode facilmente auditar a equipe de uma empresa a partir do LinkedIn – avaliar quantidade de pessoas, senioridade etc. Tome muito cuidado com fornecedores que terceirizam tudo, pois sua TI pode estar sendo “quarteirizada”.

 

8. Estatísticas de resultados

Avaliar em termos estatísticos os resultados alcançados pelo possível parceiro de TI melhora a percepção do quanto ele entrega o que vende. Quanto maior for seus números alcançados, maiores também são as chances de ter sucesso em outros projetos, mesmo se cada caso for um caso, ao entregar resultados positivos, acima do esperado, melhores resultados poderá obter ao contratá-lo.

O fato de o fornecedor ter números demonstra que ele é organizado e, principalmente, que se preocupa com os indicadores de desempenho de seus clientes.

 

9. Reclamações sobre a empresa

Mais do que saber se falam bem da empresa parceira e seus resultados positivos, é necessário também avaliar se ela possui reclamações sobre seus serviços e em caso afirmativo, verificar se houve resolução dos problemas encontrados ou o que aconteceu para que a empresa de TI recebesse essas reclamações.

Um índice que pode ser extraído pelo fornecedor de TI é a satisfação dos clientes com relação à qualidade dos atendimentos prestados pela área técnica.

 

Com essas avaliações é possível qualificar melhor o seu parceiro de outsourcing de TI, escolher o que possui maior potencial para atender à sua empresa com a melhor qualidade e trazer resultados positivos, além de usufruir das melhores soluções que a tecnologia pode oferecer.

 

Continue nos acompanhando, no próximo post falaremos sobre o processo recomendado para contratar o parceiro ideal de outsourcing de TI.

Compartilhe nas redes sociais:

Comente usando o seu Facebook: