Afinal, o que pode ser realmente automatizado em TI?

Há quem diga que, em um futuro não muito longe, tudo o que puder ser automatizado, será. E não só em tecnologia da informação: na vida como um todo, para empresas e pessoas físicas.

Se a toada é essa, fica fácil imaginar que, em plena era do cloud computing, muita coisa poderá ser automatizada, também, na área de TI. E, hoje, o que dá para automatizar, você não só pode, como deve. As atividades rotineiras, principalmente, tomam um tempo enorme das equipes e não são revertidas, necessariamente, em mais produtividade. Por isso, foque nessas tarefas na hora de automatizar seus processos de TI.

Além disso, a automatização também garante, na maioria das vezes, ambientes mais seguros contra ataques, roubos ou perdas de dados cruciais para o dia a dia da empresa.

Outra grande vantagem do que pode ser automatizado em TI é a redução de custos, pois a recuperação contra incidentes e as horas de trabalho de pessoas especializadas, que se dedicam desnecessariamente a atividades rotineiras, custam muito aos cofres da empresa.

Mas, afinal, o que pode ser automatizado em TI para que todos esses benefícios – e outros mais – estejam garantidos?

O que pode ser automatizado em TI

Graças à computação em nuvem, vários setores do ambiente de TI de uma empresa, hoje, podem ser automatizados. Nessa lista incluímos os sistemas de dados, os servidores, o atendimento, o desenvolvimento e a integração de todo o centro de informações à nuvem – que é, de longe, o melhor custo-benefício que você vai trazer para a TI da sua empresa.

Em relação aos sistemas de dados, a automação do banco básico de informações é potencializada através de processos mais eficientes de compilações, um serviço de maior qualidade e a visualização, com considerável antecedência, de eventuais problemas que possam surgir nos programas utilizados pela empresa.

A automação de database vai permitir muito mais estabilidade e correções, sempre que possível, do que um centro de dados “manual”.

Já os servidores, quando automatizados, vão trabalhar de maneira mais veloz e consistente. Isso porque as ferramentas utilizadas para acompanhar as demandas vão dar às equipes de administração mais autonomia para produzir, e exigir menos tempo de acompanhamento.

Isso vale tanto para servidores físicos, com hardware dentro dos data centers da empresa, como para servidores de cloud computing. Os relatórios produzidos por servidores automatizados vão ser, inclusive, melhor aproveitados pelas auditorias, graças à sua riqueza de detalhes.

Hoje em dia, em TI, até mesmo o atendimento pode ser automatizado – e vai tirar do seu time interno o ranço por sempre ouvir que “quem é de TI resolve qualquer problema de computador”. Desde uma simples redefinição de senha de sistema interno até a criação de novos usuários no sistema, tudo pode ser feito de maneira automatizada e com nível máximo de report.

Ou seja: o monitoramento desse tipo de demanda pode ser feito em logs periódicos, garantindo melhor suporte e mais rapidez no atendimento a problemas efetivos, como problemas de hardware.

Um atendimento automatizado vai deixar as áreas de service e help desk mais livres para atuar em demandas pontuais e urgentes e, além disso, tem a capacidade de fornecer diagnósticos precisos para vários times internos de TI.

Quem sofre com controle de prazos e uso produtivo do tempo pode tentar desenvolver de forma automatizada, principalmente em códigos muito longos. Ferramentas de teste que visam auxiliar os programadores no pente fino de seu trabalho podem não só automatizar uma etapa do serviço como, por fim, dar updates periódicos aos profissionais e melhorar as entregas (e a paciência) dos desenvolvedores.

O ás da automação em TI: integração à nuvem

Por último, mas gigantescamente importante, está a automação de integração à nuvem, transformando a área de TI de uma corporação em um ambiente seguro e focado em cloud computing.

Através dos backups em nuvem, a automação pode servir para melhorar os trabalhos das equipes, reduzir custos, ganhar escalabilidade, diminuir tempo gasto com manutenção de data center e hardwares, e tornar todo o processo de retenção e análise da informação mais ágil, prático e acessível.

Colocar o ambiente em rede é a automação que faltava para que sua empresa gaste menos, produza mais e armazene o que for importante em níveis extremos de segurança e, ao mesmo tempo, facilidade de execução.

Se quiser saber mais como essa integração – e todas as outras áreas de TI – pode ser automatizada de forma competente e lucrativa, fale com a Sinestec.

Compartilhe nas redes sociais:

Comente usando o seu Facebook: