Como conseguir seu primeiro emprego como profissional de TI

A área de Tecnologia da Informação está sempre em ascensão, mas nem sempre é fácil encontrar um emprego para quem está começando. Contudo, existem formas de deixar a tarefa bem mais fácil – e não só arrumar um trabalho como, principalmente, encontrar a vaga perfeita.

Cadastrar seu currículo nos sites de emprego é uma boa, mas pode não ser o suficiente para quem ainda não tem muita experiência. Por isso, se você está saindo da faculdade de TI e ainda não encontrou nenhuma oportunidade, dê uma olhada nas nossas dicas.

Elas com certeza te ajudarão a montar uma boa estrada na profissão a partir de agora – e, quando já estiver com bastante experiência, você terá grandes chances de se tornar um técnico disputado pelo mercado.

#1 Trabalhe seu networking

Quando estamos na faculdade, nos dedicamos a estudar e aprender sobre a profissão que escolhemos, o que nem sempre deixa espaço para fazer um estágio ou conhecer o mercado em profundidade.

Por isso, o networking de um recém-formado em TI começa com seus professores, que podem te recomendar para boas empresas baseados em seu desempenho como aluno. Afinal, eles conhecem o mercado muito bem, ainda que tenham um background mais acadêmico.

A partir de formado, participe de eventos, feiras e palestras que envolvam tecnologia e informação. Não se esconda das conversas sobre temas que você gosta durante esses encontros só porque você não tem experiência: faça um cartão de visitas, converse e tente conseguir cartões de visita de outras pessoas também.

O networking não é imprescindível só no início da carreira: ele é uma ferramenta para toda a sua vida profissional.

#2 Continue estudando

Muitos empregadores não se interessam só por quem já sabe tudo, mas também – e, principalmente – por quem se interessa em aprender coisas novas. Inclusive porque a faculdade não nos ensina tudo, e cada empresa tem uma maneira diferente de trabalhar a TI.

Para se destacar, leia muito sobre a área em que pretende atuar. Você pode buscar conhecimento em livros, notícias, posts de blog, podcasts… mais do que ninguém você sabe que não há limites para o acesso à informação. Quanto mais você tiver, mais valor você terá.

#3 Reconheça seus limites

Tem gente que fica com tanto medo de não ser aceito em um emprego de TI que acaba potencializando suas habilidades e assumindo mais compromissos do que consegue lidar. Essa é uma das formas mais fáceis de provar para os outros que, como diziam nossos avós, a mentira tem perna curta.

Durante uma entrevista, não tente parecer mais do que você é. Haja sempre com honestidade: diga que você acabou de se formar, ainda não tem experiência na área, mas se atualiza periodicamente sobre seus interesses e tem muita vontade de aprender com a empresa que irá te empregar.

Isso, como dissemos ali em cima, tem bem mais valor para o empregador do que o “faz tudo” que não consegue entregar suas tarefas porque não sabe como fazê-las – e, uma vez que assumiu o contrário, ficará com vergonha de perguntar.

#4 Faça um portfólio

Se você já fez algum trabalho informal em TI, mas que ficou bem feito e do qual você se orgulha, coloque no seu portfólio. Qualquer experiência bem executada pode servir de ponte entre você e seu primeiro emprego.

O mesmo vale para certificados de cursos dos quais tenha participado, que podem ter um peso muito grande na decisão dos empregadores, principalmente se as oficinas em questão tiverem relação direta com a vaga pretendida.

Em contrapartida, deixe para outra hora os trabalhos de faculdade que você concluiu, mas que não ficaram tão bons. O mínimo desleixo pode queimar seu filme. Para um portfólio legal, basta se perguntar: “o que eu mostraria sem medo a um grande especialista em TI?”.

A resposta a essa pergunta é o seu portfólio.

#5 Especialize-se

É cada vez mais comum que a pós-graduação venha logo após a graduação para os estudantes brasileiros, que querem se tornar especialistas tão logo consigam seu primeiro diploma.

Esse é um bom movimento, pois um diploma de pós, MBA, mestrado ou doutorado consegue comprovar que você se preocupa com a formação profissional e busca, incessantemente, o conhecimento.

Qualquer conhecimento acadêmico vai te tornar mais apto para disputar uma vaga – e os empregadores que virem que você já tomou consciência disso vão dar mais valor ao seu esforço.

Por falar em tomar consciência, é muito importante não deixar de ter atitude e iniciativa. Ao conseguir seu primeiro emprego em TI, aja de maneira proativa e tente sempre solucionar problemas, mesmo que não seja solicitado para isso.

Conseguir um emprego é questão de currículo, mas mantê-lo é questão do seu valor, como profissional, em um ambiente que sempre exigirá o máximo do seu talento. Ainda bem.

Compartilhe nas redes sociais:

Comente usando o seu Facebook: