Manual da cloud computing para leigos

manual da cloud computing
A tecnologia em nuvem, do inglês cloud computing, é sem sombra de dúvidas a tecnologia mais falada da última década. Ela deixou de ser uma tendência ou conceito para tornar-se uma realidade na maioria das empresas. Nos dias de hoje, é praticamente impossível que alguém que é usuário de informática não tenha se deparado com alguma tecnologia em nuvem.

É justamente pela importância da nuvem, e pelo fato de a Sinestec ser um importante disseminador do conceito e implantador da tecnologia, que nós resolvemos escrever este manual da cloud computing para leigos.

Por que o nome nuvem (cloud)?

O termo nuvem é conceitual, para dar a entender de que as informações estão “no ar” e podem ser acessadas de qualquer lugar, sem a necessidade de cabos para serem acessadas.

E os servidores, onde ficam?

Os servidores, naturalmente, continuam existindo. A diferença é que, no lugar de eles estarem locais na empresa (servidores físicos), eles ficam em data center. Para as empresas que contratam neste modelo, existe a grande vantagem de não terem mais que arcar com o ônus de manter servidores físicos em sua estrutura local.

Ok, e como as informações são acessadas?

A conexão com os servidores em nuvem é feita através da internet. Existem aplicações abertas, como serviços grátis de e-mail, onde qualquer pessoa pode acessar, como existem aplicações corporativas e privadas, onde os responsáveis controlam os acessos dos usuários através de portas.

Qual a diferença de nuvem para virtualização?

Pessoas mais técnicas estão familiarizadas com o termo ‘virtualização’ e muitos já confundiram uma coisa com outra. Explicando brevemente, virtualização é uma tecnologia que possibilita a criação de múltiplos servidores virtuais dentro de um servidor físico. Os data centers usam a virtualização como forma de fragmentar seus servidores para oferecê-los para diferentes clientes e também para explorar ao máximo a capacidade das máquinas físicas.

E como tecnologias em nuvem são contratadas?

Um dos trunfos da tecnologia em nuvem é a forma de contratação. No lugar de comprar servidores físicos, que custam caro, ficam ociosos e obsoletos, as empresas contratam os servidores na nuvem em forma de assinatura. Além disso, podem configurar esses servidores de acordo com suas necessidades e aumentar/reduzir recursos sempre que precisarem.

Quais aplicações eu uso que já estão na nuvem?

Se sua empresa ainda não possui aplicações de negócios na nuvem, você com certeza usa algum serviço em nuvem como, por exemplo, uma conta no Gmail. Até mesmo os aplicativos que usamos para nosso lazer, como o Netflix e o Facebook, são serviços na nuvem.

Se minha empresa deseja ir pra nuvem, por onde devo começar?

Em primeiro lugar, se a empresa não possui conhecimento sobre nuvem e deseja iniciar na tecnologia, é melhor buscar alguém que entenda. Existem no mercado os data centers, que provem os servidores na nuvem para contratação, e às consultorias que fornecem a solução completa de nuvem para as empresas que desejam explorar os benefícios, como é o caso da Sinestec.

Agora que você sabe mais sobre a cloud computing, está na hora de estabelecer uma parceria de sucesso.

A Sinestec é especialista em gerenciamento AWS e tem amplo know-how em projetos de nuvem.

Compartilhe nas redes sociais:

Comente usando o seu Facebook: