O que NÃO faz um profissional de TI

Um profissional de TI é a pessoa responsável por cuidar das informações dentro de uma empresa, a partir da distribuição e do processamento de dados em redes de computador. Ele também consegue atuar nas áreas de engenharia de software e hardware e criar estratégias competitivas para que sua organização consiga usar melhor as tecnologias a seu dispor para conseguir mais espaço no mercado.

Durante seu curso de TI, o profissional aprende a entender o que a máquina está pedindo ao usuário e a ler o ambiente onde as informações são alocadas. Além disso, recebe “treinamento” para lidar com gestão, cultura organizacional e processos estratégicos de negócios.

Com o advento do Cloud Computing, ou Computação em Nuvem, esse perfil profissional é cada vez mais buscado pelas empresas por conseguir pensar e organizar os arquivos armazenados de forma competente.

Até então, falamos sobre tudo o que um profissional de TI faz – mas as dúvidas parecem sempre surgir acerca do que ele não faz. Comumente os profissionais de TI são solicitados para tarefas que não são de seu conhecimento técnico ou responsabilidade só porque as pessoas assumem que, se ele “trabalha com computador”, poderá ajudá-las.

Antes de incorrer nesse erro, leia abaixo as principais atividades que o profissional de TI não faz, e alerte sua equipe para não interrompê-lo com pedidos esquisitos enquanto ele está no meio do raciocínio ou do desenvolvimento de alguma tarefa importante.

#1 O profissional de TI não vai formatar seu computador

Ainda que ele tenha conhecimento e competência para isso, não peça a ele para deixar de trabalhar em alguma tarefa importante porque você pegou um vírus e o seu pacote Office não abre. Não é pra isso que ele foi contratado.

Se você teve um problema com sua máquina, melhor chamar a assistência técnica, e não os profissionais da informação da sua empresa.

(PS: vale lembrar que esse não é um pedido que eles gostam de ouvir nos horários de folga, principalmente se vier acompanhado de um “de graça”.)

#2 O profissional de TI não vai saber tudo de informática

Não é porque ele trabalha com computadores que vai, necessariamente, saber programar seu site ou fazer para alguém um perfil nas redes sociais. Ele também não tem a menor obrigação de conhecer algum bug ou vírus de determinada máquina.

Esse é um dos piores estigmas da profissão, quando todos assumem que o técnico da informação vai saber resolver todos os problemas “de computador”.

Da próxima vez que alguém da equipe estiver com dúvidas sobre fórmulas de Excel, sugira que procure a resposta no Google antes de incomodar o profissional. Que pode, inclusive, se sentir tão ofendido que vai responder exatamente isso: procure no Google.

#3 O profissional de TI não vai desinstalar aplicativos

A menos que sejam utilizados pela empresa, que não mais precisa deles. Mas se você entrou em uma rede social de relacionamentos, quer sair mas não sabe como fazer isso… bem, talvez na hora do almoço ele poderá te ajudar. Contudo, lembre-se de que ele não está ali pra isso.

O profissional de TI tem mais problemas a lidar do que com um celular que está sem memória e precisa liberar espaço em disco.

(PS: não tenha medo de fazer isso sozinho, se precisar. Desinstalar aplicativos é extremamente fácil.)

#4 O profissional de TI não vai hackear o Facebook de alguém pra você

Pode parecer brincadeira, mais muitos profissionais de TI são tomados como hackers. E, aí, na hora que alguém pensa que foi traído pelo parceiro, não restam dúvidas: vamos chamar o “cara da TI” pra descobrir a senha e entrar no Facebook alheio!

Existem tantas coisas erradas em assumir que o profissional de TI é um hacker que vamos ficar só em uma das justificativas possíveis: invasão de privacidade é crime. Então, no mínimo, o que alguém pede ao especialista em informação quando quer que ele invada o Facebook de alguém é que cometa um crime.

Por isso, não incomode um profissional de TI com um pedido como esse, principalmente se for no horário de trabalho. Além de correr o risco de estar ofendendo seu colega de trabalho ou subordinado, isso pode acabar, inclusive, em processo trabalhista.

Tire do seu profissional de TI apenas o que ele pode lhe prover de melhor: especialização para lidar, armazenar e monitorar as informações da empresa. Isso ele pode fazer – e vai fazer com a maior excelência do mundo.

Compartilhe nas redes sociais:

Comente usando o seu Facebook: